Muito Chá


Nunca fui uma campeã, como o meu irmão P., que se encharcava em chá (aguado, é certo, e provavelmente cheio de açúcar) desde a mais tenra idade. As avós faziam lanches diários, à séria e à antiga, e ele regalava-se. Mas mesmo sem chegar ao nível do meu mano, lá fui bebericando, desde pequenina, e tomando o gosto à coisa. Mais tarde, o meu pai encenou para mim, várias vezes, a sua particular cerimónia do chá. E ainda hoje, por mais banal que seja a ocasião, repito o ritual com reverência sempre que preparo chá. Por isso, este serviço de chá, de crochet, da Anne Claire Petit, foi um o verdadeiro coup de foudre: imediato e imprevisto, emotivo. É mais um não s’aguenta. e o facto de ter pintinhas, como outros que vimos por aqui, é pura coincidência. Digo eu.

Respond to Muito Chá

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s