Ouro Sobre Azul (Bouroullec Chez Corbu)

Depois de ver estas imagens, só um suspiro. São o testemunho do encontro prodigioso entre os irmãos Bouroullec e Le Corbusier (e Charlotte Perriand e Jean Prouvé). Passa-se em Marselha, no apartamento número 50 da Cité Radieuse, o edifício revolucionário e polémico, a cidade vertical do Corbeau, inaugurada em 1952.

Como explicam os designers, a sua instalação é uma “remodelação efémera”, que dura o que dura o Verão (nem isso, de 15 de Julho a 15 de Agosto). Quer isto dizer que, como os proprietários do apartamento 50 (que não é um museu, mas um espaço ainda habitado, vivido), os Bouroullec mantêm-se fiéis ao original e casam-no com objectos, todos seus, todos escolhidos a dedo. O eixo central da “remodelação” é a colecção Steelwood, editada pela Magis, mas também lá estão os novos candeeiros e tapetes (homenagem dos Bouroullec ao amor de Le Corbusier por esta tipologia nómada).

Depois de Jasper Morrison, que  “ocupou” o apartamento em 2008 com a sua Crate Series, é a vez de os bretões Bouroullec dialogarem com o mestre, com o Mediterrâneo ao fundo. Ouro sobre azul.

(imagem Studio Bouroullec + FLC ADAGP)

Anúncios

Respond to Ouro Sobre Azul (Bouroullec Chez Corbu)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s