Doces Costumes

A exposição era comissariada por Joana Astolfi e isso só podia ser um bom presságio. Assim, lá deixei os brotos banhados e penteados e atravessei um bocadinho de Lisboa ao entardecer rumo ao LX factory para espreitar as máquinas. E o que eram as máquinas? As máquinas eram  espécimens do modelo (atenção ao nome) Melody, da Nestlé Dolce Gusto, o que, por si, convenhamos, não era um bom presságio. Mas a vida está cheia de mistérios e de surpresas, e de omen em omen, de hmm em hmm, lá fiquei de boca aberta. Porque as máquinas, bichinhos inofensivos com um perfil algo canino, de repente transformaram-se, e apareceram transfiguradas nas mãos dos designers, artistas e outras mentes criativas que as costumizaram. Entre os “convidados” estavam Alexandra Moura, White Tent, Vasco Branco e os meninos da Fabrica (e não só) Gonçalo Campos e Mariana Fernandes. Tudo, maravilhosamente apresentado, envolvido e iluminado, graças ao design expositivo récup e domesticado de Astolfi (não consegui fotografar as vitrines-gaveta onde as peças repousavam, mas não me importava nada de ter umas cá em casa). Recomenda-se e rapidamente: é só até 27 de Outubro.

(as máquinas de Vasco Branco, Rodrigo Oliveira, Mariana Fernandes, White Tent e Gonçalo Campos)

Anúncios

Respond to Doces Costumes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s