Rayuela

Fica por ler o Cortázar (ou outro qualquer) enquanto vigio S. deslizar sobre  o cinzento e as folhas.

Que bom voltarmos aos sítios da nossa infância com as crias. De repente, tudo parece mais pequeno, mas fomos só nós que crescemos.

E o Inverno que nunca mais acaba!

Anúncios

Respond to Rayuela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s