Esdrúxulo

O lugar-comum é não ter pachorra para o São Valentim, não gostar do Carnaval, e fazer tudo para fugir do país no Natal. Eu junto-me humildemente à carneirada do contra, e tento escapar às setas (serão dardos?) do anjinho (“lanjinho”, diria G.) enervante mas, é inútil, não consigo.
Não houve flores nem chocolates especiais (aí somos uns meninos, e tentamos que sejam uma constante cá em casa, apesar da crise), mas houve cartãozinho do mais velho, sem os amorosos erros ortográficos do costume, depois de passar pela censura da professora. Como convém. Todas as Cartas de Amor São Ridículas. As dos nossos filhos também. Quantos mais erros, melhor. Se não tiverem erros, também não faz mal. São deles.
Como o pudor me impede de publicar os bilhetinhos dos brotos, sugiro que enfiemos todos um saco de papel na cabeça. Amanhã será outro dia.

Anúncios

Respond to Esdrúxulo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s