Villa Necchi

É um dos best kept secrets de Milão e foi o remate final, in extremis, da minha maratona milanesa. Chama-se Villa Necchi Campligio e foi construída entre 1932 e 1935. Também é o cenário (há quem diga que é a personagem principal) do belíssimo filme-ópera (sem 3D por favor) Io Sono l’Amore, de Luca Guadagnino , com Tilda Swinton. Não sei se posso dizer que este seja um dos filmes da minha vida, mas foi seguramente um dos filmes do meu ano passado.

Enquanto passeava por Milão, vestindo a minha camisola preferida -a de flaneuse– a descer da Triennale até ao bairro de Magenta, dei por mim a pensar que me sentia uma personagem do filme. Rapidamente corrigi para “sinto-me no cenário de Io Sono l’Amore” (talvez para prevenir a tragédia…). E olhava em volta, para ver se a casa estaria por ali, se a reconheceria, “just around the corner, waiting for me”. Nessa tarde, o acaso (uma conversa com outro maluquinho pelo filme) levou-me a descobrir que a casa estava ali perto, não em Magenta, mas noutro ponto da cidade, numa rua com um nome luminoso: Via Mozart. E que podia visitar-se. E que tinha um jardim magnífico. E que até se podia tomar um refresco. Um refresco! Não descansei enquanto não pus lá os pés, e Mad in Milan, não deixei a capital do dézaine sem fazer a minha peregrinação pessoal.

Apanhei uma visita guiada (obrigatória, com headset e tudo) mesmo no limite. Entre as 2h45 e as 3h45 da tarde, sendo que tinha de sair para a estação às 4h, e não tinha a mala (nem a mochila, carregada de press releases) comigo. Fotografei a casa compulsivamente e vim-me embora, feliz. A história da casa ficará para outra altura, que isto não é conversa para se ter num blogue. Por agora ficam só alguns recortes.

(imagens da Villa Necchi Campiglio)













Anúncios

6 responses to Villa Necchi

  1. mgalamba

    Caro Royal,

    Muito obrigada por mais este comentário alentador. As fotografias do exterior estavam manhosas, como o tempo. Mas temos uma imagem da fatídica piscina, será que quer ver? Olhe que está muito mais florida que no filme…

  2. cara madalena,
    (desculpe-nos a caixa baixa, mas é mesmo por pura preguiça e não por qualquer falta de respeito)
    claro que queremos a piscina.
    e que tal um passeio de verão até lá, numa de squatters?
    obrigado.

    • mgalamba

      Caríssimo Vizinho,

      Sim , sim, qualquer squat é bom e recomenda-se! Então em Villa Necchi… Sabia que os donos da casa, os Necchi Campiglio, faziam máquinas de costura com dézaine? Vou preparar um post com a dita piscina, afinal o vizinho é o meu leitor mais participativo (o único, diria mesmo) e é o mínimo que podia fazer.

      Cumprimentos.

  3. […] cinéfila também, onde estupidamente começa o dénouement do filme Io Sono l’Amore, de que já aqui falei. Um amigo meu, ilustre designer-critic e leitor atento e entusiasta do que aqui se passa, pediu-me […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s