Perdidos e Achados

Mais achados que perdidos, estamos, felizmente, apesar de alguma desorientação que paira no ar, como o primaveril pólen, e o que nos espera depois de domingo, nem queremos saber.

Descanso dos dias que hão de vir com estes brinquedos tradicionais, feitos à mão, com que a minha mãe presenteou os netos.

São uma maravilha. Caricas à antiga, e pregos à antiga, não os do pão, os da praia (quem é que se pode esquecer do barulhinho, como um sopro de vento fininho, quando se enterravam na areia), e mais uma data de objetos tão old school quanto se quer.

Não vi ao vivo a colecção toda, só estes brinquedos que agora deambulam cá por casa, mas vi no site peões e berlindes e cordas e elásticos… Enfim, um chitex. Claro que ajuda virem nuns saquinhos todos bonitinhos (como bibes de vichy), e ajuda ainda mais serem coloridos (com vernizes à base de água, não tóxicos). Ainda por cima cada jogo vem com uma sucinta e esclarecedora folha de instruções que avivará a memória dos pais mais dados ao esquecimento (ou abertamente queimados).

Enfim, que esta gente – da Oficina do Achado – não se esqueceu de nada. Bem haja.

Anúncios

Respond to Perdidos e Achados

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s