Colherada

Graças a Mme Sempé (ela é muito boa), fiquei hoje a saber que “cuiller” é sinónimo de “cuillère”.

E depois, também me lembrei que há design que se come com os olhos (ultimamente je suis très “olhos”) mas não só.

Escreve a designer, na sua introdução a esta colher para risotto (e outros alimentos de textura semelhante) “J’ai voulu une cuiller subtile et ronde, simple et gaie comme devrait l’être le plaisir de manger un risotto”.

Et voilá! Está feito, um objet bijou belíssimo e rigoroso.

A colher de Inga, que tem traços, segundo a autora, das colheres de chá dinamarquesas da sua infância, e também de colheres de gelado francesas, venceu no ano passado o concurso “Design a Spoon” organizado pela Domus, para celebrar o 60º aniversário do livro de culinária “Il Cucchiaio d’Argento”. É produzida pela Alessi, como aquela outra colher de Castiglioni, para rapar frascos de compota insolentes, que amamos.

Anúncios

Respond to Colherada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s