Olivia e os outros

Graças às diligências de uma conhecida agência de comunicação pátria, fiquei hoje a saber que a teenage blogger( and photographer) Olivia Bee fotografou a capa e um editorial do novo número da revista Le monde d’Hermès cuja edição AW chega às lojas este mês (para quem conseguir ultrapassar o choque da montra e tiver coragem de entrar). Claro que isto era blogger buzz há algum tempo, e por isso, acredito que para quem esteja atento, já nem sequer seja notícia.

Mas nem é essa a notícia. A notícia é: a partir de agora vou começar a pensar seriamente em incutir nos meus filhos esta esplendorosa promessa de futuro: ser blogger. Acho que já aqui o disse, mas repito: quando lhes perguntarem “o que queres ser quando fores grande?” vou torcer para que respondam “blogger”. Profissional, dedicadíssimo, devoto.  A facturar milhões.

Já conheciamos muitos casos de sucesso de bloggers profissionais que “vingam” no mundo editorial de carne e osso, o que prova que o papel afinal não está morto. Assim, o fascínio da Hermès com as imagens poéticas e granulosas da menina Olivia é perfeitamente explicável, e está longe de ser inédito. Para as marcas, e para Olivia, não é a primeira vez.

Olivia, que vive na América quase profunda, em Portland, Oregon, fotografa desde os 14 anos, e aos18 acumula campanhas de peso, para a Converse, Nike e agora este trabalho para a – oh la la – Hermès. Para além das fotografias, a abelhinha (bee é uma adaptação livre de um apelido bem mais banal) também fez um vídeo, que está no canal de YouTube da marca francesa, mas que não apetece partilhar. Adiante.

As fotografias de Olivia, essas sim, até têm graça. É fácil revermo-nos neste olhar para quem tudo parece belo e novo, até um rapazinho desengraçado, que de repente é mesmo o maior. Absoluto. Ela cita as Cindies e as Nans, mas é outra coisa. Boa.

E depois, tem piada ver como as marcas canibalizam os bloggers que canibalizam as marcas. E como as agências de comunicação nos vendem notícias que já não são notícia e nunca foram notícia e fica tudo na mesma. E como os jornalistas criticam e ostracizam os bloggers, mas depois escrevem páginas sobre eles, porque sabem que isso os ajuda a vender os jornais que ninguém quer (os números assustam). E também tem piada, muita piada, ler traduções de press releases que são autênticas pérolas literárias, com “príncipes charmosos” a atravessar “bucólicos contos de seda”. E textos publicados em jornais que são copy paste acríticos desses mesmos press releases que enxovalham as línguas. Repetidos ad nauseum. E assinados por “jornalistas”.

E assim se passou, entre framboesa e framboesa, o lunch break de sexta-feira.

(a imagem é de Olivia Bee, para a Hermès. Quem quiser ver mais pode espreitar aqui e aqui.)

Anúncios

One response to Olivia e os outros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s