Os Passos de Lygia

icon_10 01-LYGIA PAPE

 

O ano é muito bom: 1968.

Foi por aí que a artista brasileira Lygia Pape pela primeira vez realizou a performance “Divisor”.

Um lençol gigante, de 30 metros, onde se abrem 200 fendas e se esperam 200 cabeças a espreitar – e pernas a correr – para fazer da arte vida.

Na próxima terça-feira, dia 29 de Abril, em Lisboa, estamos convidados a ir ao Terreiro do Paço seguir os passos de Lygia, que são de todos, e são nossos. Esperam-se 200 cabecinhas, náufragos com os pés assentes na terra (ou não). E nós esperamos estar lá, entre as 16h e as 2oh. A convocatória é da Galeria Graça Brandão que nesse mesmo dia inagura, à noite, uma exposição de retratos da artista feitos pela filha, Paula Pape.

(A ver este vídeo da performance com o S. “Mãe, isso é o teu trabalho?”. Como não obteve resposta, insistiu. “Mãe, isso é um fantasma?”. )

(A foto aí em cima foi tirada em São Paulo, em 1983, e é Lygia, sorridente e em trânsito, quem se aproxima da lente de Maurício Cime)

Anúncios

Respond to Os Passos de Lygia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s