Okupa (Charpin chez Corbu)

icon-06

charpin5

Depois de Jasper Morrison, depois de Konstantin Grcic, depois dos irmãos Bouroullec, o convidado de honra para ocupar o apartamento nº 50 da Cité Radieuse de Le Corbusier, em Marselha, é o francês Pierre Charpin.

E radioso é o efeito, Os pilotis devem tremer de emoção.

Há alguns anos que Jean-Marc Drut, o afortunado dono do apartamento (que se mantém imaculado, foi restaurado com esmero, das paredes às torneiras, procurando sempre recuperar o original ou encontrar um substituto vasculhando nos escombros) convida, no verão, um vulto do design para se apropriar da sua casa. Ou inversamente. Um okupa de luxo, a quem se impõe a única condição de não fazer alterações no espaço. As portas do apartamento abrem-se para o público, mas Drut e o marido continuam a habitá-lo.

Como os seus antecessores (cada designer convida o seguinte, estabelecendo-se assim uma cadeia, Morrison-Grcic-Bouroullec-Charpin, e veremos quem é o senhor – ou senhora – que se segue, daqui a dois anos), Charpin põe uma nova camada sobre a arquitectura de Le Corbusier (e Charlotte Perriand, e Jean Prouvé, que colaboraram no mobiliário).  E a camada de Charpin, cheia de cor e proporção (o designer seguiu rigorosamente o sistema métrico Modulor, de Le Corbusier, que parte das proporções do corpo humano), é esplendorosa.

Charpin acredita, como Drut, que a arquitectura só pode ser vivida a partir de dentro. O designer teve essa experiência, já que passou alguns dias, há alguns anos, num outro apartamento da Cité Radieuse. Agora partilha-a com o público, numa instalação para ser vivida (ainda que de forma tangencial) eternamente, “enquanto dura”.

Charpin povoou o apartamento 50 com alguns desenhos seus e muitas peças de estarrecer, produzidas para a Galerie Kreo (como as luminosas jarras Ecran) ou a Ligne Roset. A casa, ocupada mas não invadida, pode ser visitada até 15 de agosto.

Squatter (Charpin Chez Corbu)

After Jasper Morrison, after Konstantin Grcic and the Bouroullec brothers, the guest of honor to squat the apartment No. 50 at Le Corbusier’s Cité Radieuse in Marseille is the French Pierre Charpin.

And the effect is brilliant. The pilotis must be trembling with emotion.

For several years, Jean-Marc Drut, the lucky owner of the apartment (which remains immaculate- it was restored to the nines, from walls to taps, always seeking to recover the original or find a good replacement) has been inviting, for summer, a design  star to take ownership of his house. Or vice versa. A privileged squatter, to whom the only condition imposed is not to make alterations in space. The apartment doors open to the public, but Drut and his husband continue to live there.

Like its predecessors (each designer invites the following, thus establishing a chain, Morrison-Grcic-Bouroullec-Charpin, and we will see who is the master – or mistress – that follows two years from now), Charpin puts a new layer on the architecture of Le Corbusier (and Charlotte Perriand and Jean Prouvé, who have collaborated in the furniture design). Charpin’s layer, full of color and proportion (the designer strictly followed the metric system Modulor, by Le Corbusier, inspired in the proportions of the human body), is magnificent.

Charpin believes, like Drut, that architecture can only be experienced from the inside. The designer had this experience since  a few summers ago, he spent a few days in another apartment at Cité Radieuse. Now he shares his experience with the public as a place to be lived (albeit tangentially) forever, “while it lasts”.

Charpin filled the apartment with some of his designs and many outstanding pieces, produced for Galerie Kreo (as the luminous Ecran vases) or Ligne Roset. The house, squatted but not invaded, can be visited until 15 August.

charpin6

charpin9

charpin7

 

charpin8

charpin10

 

pierre-charpin-app-50-affiche

Anúncios

One response to Okupa (Charpin chez Corbu)

  1. […] da recuperação do Apartamento 50 da Cité Radieuse e dos seus abençoados takeovers anuais já foi contada muitas vezes, mas resume-se ao espírito generoso dos dois benfeitores que compraram o apartamento e o […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s