Girlhood (What my Daughter Wore)

icon-11

A1PdEqIng7L

Clementine é uma miúda de Brooklyn. Vive com a mãe, e os dois irmãos rapazes, num loft de Williamsburg. A mãe é artista, chama-se Jenny Williams e quando deixou de ter espaço para pintar  -grandes telas, imaginamos – começou a fazer desenhos da filha e dos seus amigos, aperaltados e nonchalants.

What My Daughter Wore não é apenas um Sartorialist a lápis e pincel que retrata o vestuário e a atitude dos hipsterzinhos da Nação Americana. Eles são giros, artistas , e bebem Horchata. Mas são mais do que isso. E What My Daughter Wore também. Este blog, que em breve virará livro, é um documentário intimista, de mãe para filha, que regista, amorosamente, o crescimento de uma miúda num mundo concreto, do primeiro dia de escola até às festas de Halloween. Da campanha de Obama a um passeio pelo campo. De sonolentas tardes de couch potato a expedições no metropolitano. Não sei que idade tem Clementine agora. É visivelmente uma adolescente de olhar  límpido e descarnado. Gostamos dela.

O blog arrancou em 2011. Tem uma humilde legião de 300 e picos seguidores mas suspeito que em breve terá muitos mais. Jenny Williams vai publicar o tal livro (sai a 6 de Dezembro) com os melhores desenhos do blog. Para escrever o prefácio, convidou outro ícone hipsteen (acabei de inventar): a fotógrafa adolescente Olivia Bee, que já colaborou com a Hermès como vimos aqui. Jenny também fez um retrato de Olivia, que não sabemos se será amiga de Clementine.

Os desenhos são lindos. São uma experiência. Um documento. Ao olhar para eles, não consegui deixar de pensar em Boyhood, o filme de que toda a gente fala e que fui ver ontem, em antestreia, graças à generosidade imensa do Público que resolveu oferecer convites duplos aos seus leitores de sexta-feira. Boyhood também é uma experiência. Ficcional, mas como a própria vida, foi filmado ao longo de 12 anos, e por isso concretiza o impossível de vermos as crianças crescer de uma cena para outra. E os adultos envelhecer. Assim: elíptico e por vezes demasiado arrastado. Boyhood está longe de ser o filme perfeito (lá iremos). Está cheio de clichés e o realizador não consegue afastar de si os fantasmas de um romantismo banal (e ainda assim comestível, se não apetecível) que vimos noutros amanheceres. Mas é uma experiência. E muitas vezes boa.

Estes desenhos são crus. E por isso mais belos. Por baixo da crosta de street-style ilustrado estão cheios de vida. São como a própria vida. Por isso, independentemente de desejarmos ou não saber combinar meias díspares como Clementine, vestir um Saint Laurent vintage como Clementine ou usar com toda a graça a T-shirt do padrasto – talvez até como turbante – como Clementine, o que queremos, o que queremos é a sua luz.

(todas as ilustrações são de Jenny Williams. No fim, a capa do livro)

GIRLHOOD

Clementine is a Brooklyn kid. She lives with her mother and two brothers in a Williamsburg loft. The mother, Jenny Williams, is an artist, and when she ceased having room in her place to paint – large canvases, one imagines- she started making drawings of her daughter and her nonchalantly groomed friends.

What My Daughter Wore is not just a pencil and paintbrush Sartorialist depicting the looks and the lives of the Nation’s little hipsters. They are cool, they are artists and they drink Horchata. But they’re more than that. And What My Daughter Wore too. The blog, which soon will become a book is an intimate documentary, from mother to daughter, which records, lovingly, the growth of a girl in a concrete world, from her first day at school to Halloween parties. From the Obama campaign to a walk in the countryside. From sleepy couch potato afternoons to subway expedition. I don’t know how old Clementine is now. She is clearly a teenager with a crystalline and bare gaze. We cannot but like her.

The blog started in 2011. It has a humble legion of about 300 followers but I suspect it will soon have many more. Jenny Williams will publish a book (out on 6 December) with the best drawings in the blog. To write the preface, she invited another hipsteen (just made this up) icon: the teenage photographer Olivia Bee, who has collaborated with Hermès as we have seen here. Jenny also made a portrait of Olivia, who is probably friends with Clementine.

The drawings are beautiful. They are an experience. A document. Looking at them, I couldn’t help but thinking of Boyhood, the movie that everyone is talking about and that I had the chance to see yesterday thanks to the immense generosity of the newspaper Público, which decided to offer première invitations to its Friday readers. Boyhood is also an experience. Fictional, but as life itself, it was filmed over a period of 12 years, thus making it possible to see children grow from one scene to another. Children growing and adults getting old. Just like that: elliptical and sometimes too dragged. Boyhood is far from the perfect movie. It is full of clichés and the director can not get away from the ghosts of banal (and still edible, if not delicious) romanticism that we know from others dawns. But it is an experience. And it is often good.

These drawings are raw. For this, they are even more beautiful. Under the illustrated street-style surface they are full of life. They are like life itself. So, whether or not we want to know how to combine disparate socks as Clementine, how to awear a vintage Saint Laurent as Clementine or how to wear the stepfather’s T-shirt with grace- maybe even as a turban – as Clementine, what we want, what we really want, is her light.

cher

olivia

Scan 122000001

51RicUYsZ2L

Anúncios

2 responses to Girlhood (What my Daughter Wore)

  1. Maya El Alaoui

    Madalena, I love your blog pages! En fait, les deux ou trois fois précédentes, je me suis acharnée à lire en portugais (sans comprendre grand chose) parce que je trouve le format et les images très jolis.
    So now I can follow in English, thank you!
    Maya

    • madmad – Autor

      Dear Maya, this is so good!!! Merci beaucoup et gros bisous pour toi et pour tes enfants (“crias”= pups in Playtime language)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s