Baptizado (Banda do Mar)

icon-14circo-voador-insta-banda-do-mar-setlistOntem levei G. a um baptizado. Primeiro concerto à séria, com direito a bilhete individual, fora do sling, fora do braço dos pais.

Fomos ver Banda do Mar àquele teatro onde ia às matinées, de mão dada com o meu pai, e que hoje – hélas! – tem nome de banco.

O Tivoli não é o Coliseu (digo eu que não percebo patavina de acústica), e já nos tinham avisado que teríamos “visibilidade reduzida“.

Os lisboetas que se assomaram para ver a banda passar estavam mornos (apesar de duas lotações esgotadas), todos sentadinhos, direitinhos, bem comportados, nas suas cadeirinhas de madeira, e muito poucos sabiam as letras de cor. Não havia nuvens nem aromas de terra a transbordar.

Ainda assim, foi um bom concerto. Bello. Como disse Mallu no final, tivemos direito a tris, não bis.

A Banda entrou a partir. Rockalhada à séria na “Cidade Nova”. Depois, Marcelo e Mallu iam-se alternando nas canções, enquanto Fred, o português suave, arrancava os melhores sons da bateria. Foi o único que não teve direito a solo, mas não precisava, porque ele está lá sempre, poderoso e doce. Se está.

A partir, a partir, mas o som não estava límpido. A voz de Mallu perdia-se nos meandros das canções, até que a “menininha” resolveu pedir, discretamente, que afinassem o microfone (digo eu que não percebo patavina de som). Depois do concerto, G., que já tinha dito que este som lhe lembrava Beatles (e não leu a entrevista do Bodyspace, garantido) asseverou que a voz de Mallu, ao princípio, estava “encravada”. Pois bem, desencravou-se. Concordou, o petiz.

Dos balcões, soltavam-se alguns gritos mais excitados. Na plateia, um casal desempoeirado atrevia-se, oh la la, a dançar. A coisa começava a soltar-se, para bem de todos nós. Mallu, que toca e canta e dança como uma abençoada twister hipster, derretia corações. Um senhor asiático, possivelmente esfumaçado, aproximou-se timidamente do palco, a meio de uma música, subiu as escadinhas de madeira que conduziam à cena, e abeirou-se a Mallu da perna longa. Por momentos achei que se ia despir, como aqueles maluquinhos dos estádios de futebol, mas a coisa ficou por ali. Marcelo interveio como um senhor: sem parar de tocar, trocou de posição com Mallu e convidou gentilmente o cavalheiro a afastar-se. Sereno. Depois veio alguém de trás do palco e o homem evaporou-se (não havia segurança, que maravilha, ainda há concertos civilizados).

Pouco depois, Marcelo lançaria mais um piropo a Mallu, adoçando a química genial entre os dois. “Uma gata assim…”. O que é qui foi, o que é qui quer? apetecia acrescentar. Os outros piropos vinham da sala. Todos louvavam a lindeza de Mallu até que ela, delicada e leve, teve de assentir “Hoje tou qui tou”.

Tavam todos qui tavam. O concerto foi em crescendo. Como as coisas boas, verdadeiramente boas, primeiro estranham-se, depois entranham-se. Tocaram tudo o que havia para tocar, incluindo temas de coordenadas paralelas e benvindas, como os êxitos de Los Hermanos (a outra banda de Marcelo), o hit de Mallu – que, apesar da frescura dos 22 aninhos, já percebeu que a idade é uma coisa interior, anterior, e já tá “ficando velha” – e até o bonito “Janta”, tema que pela primeira vez reuniu M & M, há alguns aninhos já.

(a propósito da juventude de Mallu, realizei que a distância que separa a minha idade da idade de Mallu é maior que a distância que separa a idade do meu filho G. da idade de Mallu. Quem tá ficando velha, quem é?)

Para o fim, já no primeiro encore, a resplandescente cereja, com “Muitos Chocolates“, em versão acelerada, cheia de gana, irrepreensível.

Digam o que disserem, que é moda, que é hip, que é leve, isto é musiquinha boa, musiquinha boa da boa, cafuné na alma, que exalta o amor como ele é, que derrete e se derrete, como o chôcôlate. Muitos, por favor, que estamos bem e não precisamos de Mais Ninguém.

img-1022841-banda-do-marmallu-e-marcelo

Anúncios

Respond to Baptizado (Banda do Mar)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s