Montanha Russa

icon-07

caminho_jules_jim.jpg

Quem não anda a pé por Lisboa, devia andar. Eu faço-o sempre que posso.  É mesmo assim. Não há paciência para condutores incivilizados e filas intermináveis, dependentes da guilhotina do semáforo de serviço.

Mesmo com as colinas, se calhar até por causa das colinas, andar por Lisboa é um luxo.

Andar a pé é do melhor que há. Para o corpo e para a cabecinha. Conheço uma data de pessoas criativas que para porem as ideias em movimento precisam de se mexer. Uma passeata por Lisboa é neste sentido não só salutar, como extremamente produtiva. Um brainstorming solipsista e a pedantes. Lisboa é uma Montanha Russa atlântica e tropical. Linda e acidentada, como deve ser. Tem a escala perfeita para se andar a pé, e a variedade de vistas, de inclinações e ritmos, que se quer para a aventura quotidiana de calcorrear. É uma cidade de flâneurs (musculados, tonificados, mas ainda assim flâneurs).

Gosto tanto de andar por Lisboa que se pudesse, era só o que fazia para me deslocar. Ainda assim, às vezes tenho mesmo de pegar no carro. Fico furiosa, mas lá vou eu. Condescendo, normalmente por causa das crias, que não têm culpa de ser filhos de mãe andarilha.

 

 

Anúncios

Respond to Montanha Russa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s