Otchipotchi (aos pares)

icon-07

IMG_0006.JPG

Quando descobri estas jarras na Icon em Lisboa, achei que tinha na mão duas pérolazinhas do Japão. Até o nome o sugeria- Otchipotchi. Tinha aquele tilintar oriental. Eram de porcelana. Depois perguntei quem era o artista que as fazia e de onde vinham. São portuguesas. A ceramista que as faz vive fora de Lisboa e manda-as por correio, responderam-me. Deixei a coisa repousar e passadas uma semanas voltei. Onde estão as jarras, vendeu-as todas? Sim, respondeu-me a senhora, mas ia mesmo agora aos correios levantar uma encomenda da ceramista.

A ceramista chama-se Paula Valentim e vive numa “pequena cidade do interior a 100km de Lisboa” cujo nome não revela. Prefere assim, até porque “está a ficar grande demais!”, mas ainda lhe traz o sossego que procurava, “essencialmente tempo para contemplar e céus grandes para respirar.”

Para além destas jarras de parede (são tão bonitas à vista como agradáveis ao toque, garanto) existem em versão de mesa, e outras que são como pedrinhas, e canas.

Sem querer desfazer o mistério, enviei a Paula umas perguntas, às quais simpaticamente respondeu:

– O que significa otchipotchi?
Otchipotchi é uma palavra inventada por mim e penso que neste momento significa várias coisas para as várias pessoas que conhecem o trabalho. Acho isso interessante :)

– Como começou a interessar-se por cerâmica?
Quando vivia em Londres e a estudar gestão de serviços de informação na universidade, e para fazer algo mais criativo e manual, frequentei durante cerca de um ano aulas de cerâmica pós-laboral numa escola de artes que havia perto de casa. Foi assim que ao experimentar trabalhar, desenvolvi interesse pela cerâmica.

– o que acha do wabisabi?
É um conceito. Gosto da ideia da imperfeição das coisas, da passagem do tempo e da beleza dada por essa passagem … e de que nada é permanente. Penso que representa muito a vida … a existência.

– As suas peças são todas feitas a partir de moldes retirados da natureza (pedras, paus, canas)? Como é o processo?
Sim, a maioria das peças Otchipotchi são retiradas de moldes feitos directamente a partir de elementos encontrados na natureza como pedras, ramos, canas. O processo é feito em moldes de gesso e tiragens directas de peças em porcelana desses moldes. Depois tem acabamentos e cozem num forno especial para cerâmica. Um processo longo de vários dias.

As jarras aí em cima estão na fotografia e num dos quartos cá de casa. Assim, com tão amorosos pares, fica mais fácil Feng Shuizar por aí.

DSC_0003.JPGDSC_0022.JPG

Anúncios

6 responses to Otchipotchi (aos pares)

  1. Dom Eduardo IV, Rei do seu quarto

    Uma ideia muito original… talvez até compre um para mim…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s