Onde há criança há esperança

icon-08

Axel_1-1-1290x1290.jpg

A Estátua da Liberdade pode até levar as mãos à cabeça, mas a vida continua.

(Apesar de você | Amanhã há de ser |Outro dia)

Tristes, deste lado do mar, deleitamo-nos com o Sol de Inverno, um Sol de neve que se estica e espreguiça enquanto descemos a Rua da Estrela.

Continue Reading

Todos ao Doc

icon-14

95And6ToGo_docllisboa.jpg

Ainda estou às voltas com 95 and 6 to Go, de Kimi Takesue, um dos filmes em competição na 16ª edição do DocLisboa. A realizadora acompanhou o avô, um imigrante japonês nonagenário no Hawai, ao longo de seis anos. O avô tem 95 anos. Faz flexões, alongamentos da coluna, colecciona “coupons”, e come, come bastante. Pelo meio, diz coisas tão bonitas e tão certas como “You should get a job”

Continue Reading

Pombaria

icon-08

arvore.JPG

Todos os dias atravessamos o jardim pela fresca. Às vezes, vamos de mãos dadas. Outras vezes, completamente soltos, cada um para seu lado, e fazemos corridinhas matinais.

Vamos até ao portão, apressadíssimos, na verdade rimos mais do que corremos, e por isso é tão bom.

Continue Reading

Socialismo

icon-08

smart-phone-addiction-technology-modern-world-jean-jullien-210__700.jpgO meu filho G. diz-me que temos de praticar mais “socialismo”. Estamos parados no trânsito, aproveito a pausa para beliscar o telefone à procura de mais “histórias novas”.  O rádio está mudo. Estamos só os dois, aquele sinal que nunca mais fica verde, e o telefone na minha mão.

– Socialismo? Queres dizer que temos de socializar mais.

– Isso.

Continue Reading

Chiados e Chinas

icon-07

IMG_7059.JPG

 

Um vaipe de domingo levou-me direitinha para a armadilha da Feira do Livro. Que maravilha, que horror, que maravilha. Se querem experimentar mixed feelings, vão lá.

Um mar de gente. Calor que se farta. Street food em barda, dizem que bom mas eu estava em modo bibliófago.

Continue Reading

Busílis com Corbu

icon-09 cassina_trienalle3

Temos cá em casa um busílis com Corbu. Quer dizer, uma dificuldade que nada tem de filosófico, porque nos rendemos à evidente beleza, e pertinência destes objectos, mas que é antes de ordem prática.

Continue Reading

Ilustrarte 2016

icon-08

21

Imaculada. Não há outro adjectivo para a exposição  Ilustrarte 2016- VII Bienal de Ilustração para a Infância, que está até 17 de Abril no Museu da Electricidade, em Lisboa.

Se não foram, deviam ir. Se já foram, deviam voltar. Devia ser obrigatório. Deviam vir camionetes cheias de chineses. E não chegava.

Continue Reading

E a Barbie Sardinha?

icon-08

barbie-dolls

As Barbies são como os chapéus. Barbies há muitas. Desde 28 de janeiro, então, são mais que as mães. Agora, para além da Barbie irreal, cinturinha de vespa e bem avantajada, temos a Barbie roda 26 e a Barbie ruchuchu, e ainda a Barbie estratosférica, alta que se farta.

Continue Reading

Meninos Tonecas

icon-08tonecasAntes de ser uma apatetada série de televisão, o Menino Tonecas era um livro (na verdade, era um programa radiofónico emitido pelo Rádio Clube Português a partir de 1934). Lembro-me de ir com o meu pai à Feira do Livro, e de me escangalhar a rir com as “travessuras” da endiabrada criatura, enquanto o progenitor se perdia em filosofias, poesias e direitos (algum calhamaço impreterível com anotações ao Código Civil que não lhe apetecia nada, mesmo nada, comprar, mas tinha de ser e tinha muita força).

Continue Reading

Ambição

icon-08IMG_6679Tenho por hábito abastecer o meu velho charuto de quatro rodas numa gasolineira perto de mim. Perdoem-me o castelhanismo, mas sempre achei muito mais romântico chamar as coisas pelos nomes: gasolineira é melhor que bomba. As bombas são como os chapéus. Há muitas.

Continue Reading

No more posts.