Página 99

icon-13

1206-BKS-Humor-jumbo-v2.jpg

Entramos na gruta de Ali Babá e S. hesita uns segundos antes de descobrir o caminho que leva ao espaço das crianças. É um ninho dentro de um ninho.

Estamos na livraria Fonte de Letras, em Évora, e não sei como é que o meu filho me deixou entrar. Se calhar foi porque não parecia bem uma livraria, ou só uma livraria. Se calhar cheirou-lhe a bolinhos.

Continue Reading

vende que te quiero verde

icon-07

IMG_20190409_110918_resized_20190503_125833936.jpg

O verde vende, é óbvio. Vende que se farta – verde que te quiero verde, vende que te quiero verde, vende que te quiero vende – e basta olhar à nossa volta para perceber de que maneira o faz e como somos todos alegremente levados nessa ilusão cheia de folhinhas e rebentos e cenas renováveis.

Consumimos, consumimos, consumimos, mas porque é verde, redimimo-nos, redimimo-nos, redimimo-nos.

Continue Reading

Entr’acte

icon-09

IMG_20190409_115231_resized_20190429_075021450

Disse que voltaríamos a seguir ao intervalo, só não sabia que seria um intervalo tão longo.

Cinco meses é muita fruta, uma estação inteira, mas se a iurnata e’nu muorzo,  o Inverno é uma dentada e este já passou.

Continue Reading

Laifestáile

icon-09

IMG_5665

A sério que queria imenso escrever sobre todas as coisas que acontecem lá fora, os projectos, lançamentos, produtos, comidinhas, acessórios, peças, com dézaine, sem dézaine, coisas orgânicas, mecânicas, humanas, exposições, hotéis, esplanadas, co-works, lojas, espaços e afins, mas não consigo. Ou melhor, consigo – e ainda o faço, de outra forma não estaríamos aqui, eu deste lado, tu desse lado – só que é cada vez mais raro.

Continue Reading

#EleSim (lá lá lá lá laiá)

icon-15

qvpbejv4dqr11.jpg

Tenho as costas quentes enquanto escrevo, e é mesmo o Sol que aquece, aqui onde estou, óculos de Audrey, t-shirt Picassiana, panamá fake que foi o que se arranjou.

Este mês de silêncio e rebuliço tem passado a correr. Muito atarefados todos, nas nossas vidinhas, olhamos o mundo pasmados pelas piores razões.

Continue Reading

Das Coisas que se Passam na Província

icon-15

FullSizeRender

Também deve ser da idade, mas agora sim percebo o Miguel Esteves Cardoso quando escreve sobre os pêssegos de Colares ou o eléctrico térmico da Praia das Maçãs. São sempre textos muito bons, daqueles que inspiram respeitinho, daqueles que quase me fazem dizer “Madzinha, tem juízo”, para depois corrigir enquanto posso, no salto, no acto, e acrescentar: juízo coisa nenhuma, sempre faz falta um bocadinho de loucura, no meu caso mesmo muita, para parir um texto de jeito e não pensar no depois.

Continue Reading

Civilizado

icon-06

moustache-x-snfc-tgv-lamp-ionna-vautrin-spazio-rossana-orlandi-design_dezeen_2364_col_1-1704x1135.jpg

Imagino este candeeiro repetido em filinha, vezes sem conta, nas mesas compridas de uma biblioteca civilizada. Se fosse verde então, seria o candeeiro de biblioteca perfeito. Mil vezes repetido.

Continue Reading

Postal de Verão #3

icon-09

IMG_8080.jpg

Agora que passou a bafa e sobrevivemos podemos respirar fundo – inhale, exhale – e retomar a vidinha. Cada um faz o que pode e eu regresso ao blogue abandonado, para afirmar que #printsnotdead e o blogging também não.

Só tem dias.

Continue Reading

Peonasmo

icon-13

IMG_2177

Tenho esta mania das peónias. Não é um fraquinho, é uma queda. É fortíssimo. Também elas têm queda para a queda.

Anda a turistada toda doida com os jacarandás. Os alfacinhas roxos de todo. O Instagram também,  roxo de todo, todo roxo, ou lilás, o que quiserem, o que importa é que são são altamente instagramáveis, o raio das árvores.

Continue Reading

No more posts.