D

(DOMÉSTICA)

Ela chega a casa e rega as plantas. Põe a água a correr para o banho, pica a cebola, recolhe os brinquedos esparsos, a panela ao lume, muita água pouca massa, descalça os sapatos, ajeita os jornais num montinho, dobra camisolas, abre gavetas, põe três lugares na mesa, três velas rasas no centro e uma flor. 

Continue Reading

João Cutileiro

João tinha aquele brilhozinho nos olhos. Era permanente, como uma escultura. Tudo o resto nele se movia. Brilhava. Ele falou-me de Kabul e ensinou-me que não se dizia “tenho uma amiga minha” porque se temos uma amiga, ela já é nossa. Ou de quem a apanhar.

Continue Reading

Abraço

icon-09

Screen Shot 2020-04-09 at 9.48.43 PM.jpg

Na praia, não havia nada que gostasse mais de fazer do que procurar conchinhas. Primeiro conchinhas, depois pedras de vários feitios cores densidades porosidades. Era uma ocupação.

De mão dada, à beira-mar, o avô ordenava às ondas que deixassem de rugir e sossegassem. Elas obedeciam sempre, lindas meninas. Ela podia apanhar mais conchas à vontade.

Continue Reading

Frère Jacques

icon-14

cartaz-vermelho.jpg
Primeiro, foi Brel. Ne me quitte pas, disse-lhe, e ele continuou como um louco, doce, feio-bonito, a correr atrás das estrelas. Depois veio Prévert e uma história admirável sobre um dromedário, que lia sempre aos domingos de manhã, devidamente acompanhada de bolachas maria. E finalmente Tati, de todos o maior, alma gémea em décalage, encontro desencontrado, inexplicável adoração.

Continue Reading

Manifestação

icon-13

composition.jpgDizem-me que é preciso manifestar. Dizem-me que sou muito boa a manifestar casas. Quero dizer, visualizo-as e elas acontecem. Pode ser que seja verdade. Pode ser que tenha de apurar esse sentido, onde manifesto as manifestações.

(Será que está na altura de convocar uma mánif?)

Continue Reading

Link in Bio

icon-15

 

IMG_20190408_140053_resized_20190429_073638324.jpg

Não há fome que não dê em fartura e depois de passar o inverno inteiro caladinha agora é um vê se te avias de posts.

Tinha até bastantes coisas a dizer sobre a semana do design de Milão, mas tem estado um calor de ananases, os coentros já estão todos espigados, há que cortar as ervas que crescem bem altas, enfim, só quem nunca viveu no campo é que se atreve a dizer que isto é um aborrecimento. A natureza explode e é mesmo um bicho lindo e indomável.

Continue Reading

A Festa de Achille

icon-06

unnamed

Dom Achille faria 100 anos em 2018. Para celebrar, organizou uma festa de arromba. A incongruência no tempo verbal é propositada: acontece que os grandes não têm tempo para o tempo.

Continue Reading

Vinte e três joias à procura de autor

icon-06

004

Às vezes, a escuridão pode ser transparente.

É precisamente o que acontece na exposição Vinte e Três – Joalharia Contemporânea da Ibero América, que se pode visitar até dia 22 no salão nobre da Sociedade Nacional de Belas Artes. 

Continue Reading

E la nave va

icon-09

2017-05-31-PHOTO-00000009

Não deve ser por acaso que em algumas línguas “navio” é uma palavra feminina. Em italiano e em inglês – tão dados que eles são a baralhar os géneros – “navios” são gajas.

Continue Reading

No more posts.